Desemprego Show

Recentemente comecei a postar alguns vídeos no meu canal do YouTube sobre a temática do desemprego, esta mazela social que atinge  9,5% da população brasileira (ATUALIZAÇÃO: é agosto e estamos quase chegando aos 12 milhões) . E olha que ainda não passamos de março e a previsão (triste) é que este número cresça ainda mais (cresceu mesmo).

Na política estamos enfrentando um turbilhão de más notícias. Há um pedido de impeachment presidencial a ser julgado por um Congresso repleto de gente com culpa no cartório; investigações da Operação Lava Jato que estão desnudando as faces ocultas do poder; uma enorme insatisfação popular tomando conta das ruas e uma constante desaceleração da economia achatando [mais e mais] o poder de compra dos trabalhadores.

A cena triste e eu avisei. Mas adversidades como essas também nos inspiram a fazer vídeos, xingar muito no Twitter, escrever posts no blog e utilizar tudo quanto é forma de expressão. Isso até inventarem uma forma de tarifar tais tipos de expressão, o que não ocorreu ‘ainda’.

E todo mundo sabe que rede social é sinônimo de partilha [do com/partilhamento], ninguém sofre sozinho e quer gritar pra todo mundo ouvir.

Nos vídeos do YouTube eu não comento apenas estas situações que o país enfrenta, até porque a grande mídia já faz isso diariamente.

Apenas compartilho as agruras que enfrento, como a dificuldade de se conseguir uma recolocação profissional, a rotina de fazer contatos, empreender frilas, garimpar vagas, distribuir currículos e vender o peixe.

A produção deste quadro é esporádica, já subi 2 episódios e podem vir outros, a qualquer momento. Vão assistir.

Desemprego Show #2

👉 Ver todos os vídeos na playlist Desemprego Show

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *